6 dicas para você aproveitar a Páscoa sem exageros


Especialista dá dicas para aproveitar o momento sem comprometer a saúde

Ah, a Páscoa! A época mais esperada do ano por muita gente. Só para se ter uma ideia, dados divulgados neste ano pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), mostram que o chocolate faz parte da lista de compras de 82,6% dos lares brasileiros. Mas tem como aproveitar esse momento sem exagerar? Segundo a nutricionista e pesquisadora Aline Quissak, tem sim.


“Chocolate também traz benefícios a nossa saúde. Prezar por uma alimentação saudável não quer dizer renunciar ao que gostamos. Nós temos uma ligação cultural e afetiva com a comida, e está tudo bem. Podemos comer chocolate na Páscoa, basta saber fazer escolhas inteligentes”, explica. Então, para te ajudar nessa tarefa, a nutricionista separou algumas dicas.


1) Escolha chocolates de boa qualidade. Lei a o rótulo! Priorize as opções sem aditivos, nomes esquisitos e gordura hidrogenada. Tais ingredientes costumam ser usados para baratear a produção, mas, no fim, prejudicam a nossa saúde. 2) Se puder, opte pelo chocolate com mais teor de cacau, de 50% para cima. Quanto mais cacau tiver o chocolate, menos açúcar ele costuma ter. Para intolerantes a lactose, as opções 70% já costumam não conter leite.


3) Aproveite para aprender a dividir. Ao invés de comer um ovo inteiro, por que não compartilhamos o chocolate com a família? Assim, você não exagera e ainda tem mais um momento especial. 4) Coma de sobremesa após almoço para ter as proteínas e fibras da comida ajudando a diminuir o que chamamos de pico de glicemia. Quando temos fibras da salada e a proteína, por exemplo, esse impacto é bem menor. Além disso, após o almoço nosso apetite já estará menor do que a tarde, onde a chance de "devorar tudo de uma vez" é maior.


5) Coma com consciência! Aproveite este momento, aprecie o sabor, o cheiro e a textura do chocolate ao invés de comer um atrás do outro assistindo tv ou mexendo no celular sem prestar atenção no que ou no quanto está comendo. 6) Faça desse momento um momento de diversão. Vai fazer seus ovos em casa? Chame as crianças, faça elas participares. Montem ovos recheados com ganache meio amarga, pedaços de morango, uvas, castanhas, pois esses alimentos agregam textura, sabor e saúde.


Para finalizar, Aline lembra que esse é um momento cultural e que vai além dos valores nutricionais do alimento. Por isso, não precisamos exagerar nos cuidados mas também não podemos esquecer que todo alimento tem seu impacto na saúde. “Comer chocolate não é nenhum ‘crime’. Só precisamos estar atentos a qualidade e a quantidade do que está sendo consumido. A dica é: se for fazer em casa ou comprar pronto, como eu disse anteriormente, fique de olho nos ingredientes. E aproveite!”.


Sobre Aline Quissak

Aline Quissak é nutricionista com especializações no Canada e Estados Unidos, pesquisadora científica em alimentos terapêuticos aplicados tanto na saúde quanto em doenças. É especialista em nutrição genética, pacientes críticos, oncologia, psicologia da nutrição e alimentação funcional. Para mais informações acesse suas redes sociais @nutri_secrets. E, se você quer aprender mais sobre o poder da nutrição, a nutri tem o “Mundo Terapêutico” lá você encontra, e-book, vídeos, dicas e receita sobre os mais variados temas, acesse https://www.alinequissak.com/mundoterapeutico