Buscar

Por que falar de intestino é essencial antes, durante e após um paciente pegar COVID-19?

O nosso intestino é conhecido como segundo cérebro tamanha importância na nossa saúde e bem-estar. Hoje existem vários estudos em andamento sobre o assunto, e um deles é sobre a nossa a microbiota intestinal, que são organismos - como por exemplo as bactérias - que participam ativamente do cuidado da saúde e na prevenção de doenças. A principal função da nossa microbiota intestinal é proteger a barreira intestinal contra infecções de vírus, bactérias, toxinas geradas pelo estresse intenso e poluição, além de prevenir inflamações das doenças autoimunes. As bactérias do bem (probióticos) que moram no nosso intestino são os responsáveis por isso.


Mas então, porque é tão importante falar sobre intestino e a qualidade do nosso cocô, principalmente agora com o COVID 19? “Um intestino saudável como uma boa quantidade e qualidade de microbiota, pode ajudar na recuperação e minimizar os efeitos secundários da doença como o estresse e a ansiedade. É o intestino quem produz os hormônios anti-ansiedade e de bem-estar, é dele também o trabalho de diminuir inflamações, ajudando a saúde tanto antes de pegar o coronavírus quanto durante e depois”, esclarece a nutricionista e pesquisadora Aline Quissak.


Ainda de acordo com a pesquisadora, o intestino é o responsável por absorver os nutrientes da alimentação, sendo eles a matéria prima para formar toda a nossa saúde desde os músculos, a gordura, os hormônios e a nossa imunidade: “Se eu não tenho um intestino funcionando adequadamente e uma mucosa intestinal saudável, não vou ter uma boa absorção de nutrientes, que são nossa matéria prima para uma boa saúde, especialmente ferro, vitaminas do complexo B e a vitamina D. Também dificulta , a absorção de remédios, quando temos um estômago mais ácido que o normal e um intestino inflamado”.


Além disso, a microbiota intestinal está ligada à nossa produção e reparação de genes. Estudos recentes mostram que alguns desses genes estão ligados com a intensidade e os efeitos colaterais do vírus, bem como com a recuperação pós infecção. São eles: VDR da vitamina D; o IL2 de complicações respiratórias; e o IFNG da infeção por vírus da família SARS, como é o COVID 19. Por tais motivos, enfatiza Aline, é tão importante falar sobre a saúde intestinal na pandemia.


Sinergia Nutricional – Intestino Feliz


Mamão já é conhecido por ajudar no intestino, mas você sabe o porquê? Ele tem função laxativa e, além disso, ele possui papaína, uma enzima digestiva que melhora os gases e o processo de digestão de proteínas. Mas, infelizmente, não é para todo mundo que ele tem esse efeito. Alguns pacientes chegam a passar 15 dias sem fazer cocô. Nessa sinergia com o mamão, ao adicionarmos as amêndoas (que tem fibras e gorduras) aumentamos o poder laxativo do mamão em 20,5%. A vitamina E também presente e os antioxidantes, melhoram a absorção de água no intestino, deixando as fezes mais amolecidas, o que também facilita a descida do cocô.


A recomendação da nutricionista para essa sinergia: 1/2 mamão, 2 col. de sopa de chia + 2 col. de sopa de amêndoas picadas ou farinha de aveia acompanhada de 1 xicara de chá de erva doce com 1 col. de chá de gengibre ralado. Comer pelo menos 3 vezes na semana.


Se você tem intestino solto devido à sua ansiedade, mude a sinergia: Tomar 3x ao dia, entre as refeições por 15 dias. 1 col. (sobremesa) de flores de camomila + 3 folhas de hortelã (preferencialmente fresca) +10 folhas de goiabeira. Modo de preparo: Esquente a água até que o fundo da chaleira comece a ficar com bolhas (antes da fervura). Despeje a água sobre a mistura e abafe a xícara por 5 a 8 minutos. Beba em seguida morno


Outras ervas para serem usadas nos chás que ajudam na nossa microbiota intestinal e que podem ser variadas a cada 15 dias no nosso dia a dia:

-Camellia sinensis (especialmente Chá preto e Pu-erh), só não indicado se você tem crises de ansiedade;

- Rooibos (muito bom para o estresse);

-Tomilho (ótimo se você tem ansiedade);

-Uxi amarelo (indicado para miomas, ovário policístico, infecção urinária, inflamação uterina, reumatismo);

- Echinacea (Echinacea spp). para alergias respiratórias;

- Sabugueiro (Sambucus nigra) Indicado para É indicado para combater o catarro das vias respiratórias superiores, diminuindo muco.


Sobre Aline Quissak

Aline Quissak é nutricionista com especializações no Canada e Estados Unidos, pesquisadora científica em alimentos terapêuticos aplicados tanto na saúde quanto em doenças. É especialista em nutrição genética, pacientes críticos, oncologia, psicologia da nutrição e alimentação funcional. Para mais informações acesse suas redes sociais @nutri_secrets e no site http://www.alinequissak.com/combodebemcomavida