Realidade virtual é usada para tratamento de pacientes neurológicos


Tecnologia vem sendo cada vez mais usada na área da saúde para tratamento de pacientes

Terapias com a utilização de tecnologia - neste caso a realidade virtual - tem sido cada vez mais utilizadas na reabilitação de pacientes com disfunções neurológicas. E como isso funciona? Simples. A ferramenta cria ambientes nos quais o paciente pode perceber, sentir e interagir explorando e desenvolvendo suas funções sensoriais: visão, audição e tato. A principal vantagem da realidade virtual, nesse caso, é ser capaz de simular situações do mundo real, tarefas cognitivas e motoras em um ambiente seguro.


De acordo com a coordenadora do núcleo de fisioterapia do Centro de Excelência em Recuperação Neurológica (CERNE), Tawany Sanches Suzuki, outro ponto positivo é que a terapia com realidade virtual auxilia na reabilitação motora e cognitiva de uma forma prazerosa aos pacientes. “A realidade virtual é um recurso terapêutico que pode auxiliar a reabilitação, promovendo estimulação sensoriomotora de forma lúdica e prazerosa, melhorando o equilíbrio, a coordenação motora, a marcha e as funções cognitivas de pacientes com disfunções neurológicas”, avalia.


Outras vantagens da terapia com a utilização da realidade virtual: melhora da comunicação entre terapeuta e paciente; melhora na qualidade dos movimentos do paciente; melhora no equilíbrio; melhora na coordenação motora; melhora na marcha e, como dito anteriormente, melhora nas funções cognitivas. “Esse tratamento é indicado para pessoas com disfunções neurológicas, como Doença de Parkinson, Acidente Vascular Cerebral (AVC), Paralisia Cerebral, Mielomemingocele, Transtorno do Espectro Autista, entre outras”.


Além disso, como essa terapia imersiva não requer uso de viseiras, luvas ou sensores, ela dá liberdade ao paciente para que ele se movimente e interaja com o ambiente virtual sem maiores problemas, tornando o tratamento mais eficiente. “A realidade virtual usa um sistema único, que consegue trabalhar diversas funções sem o auxílio de outros acessórios. Além disso, cada paciente tem um programa personalizado para o seu caso, o que aumenta os resultados positivos do tratamento”, acrescenta Tawany.


Sobre o Centro de Excelência em Recuperação Neurológica (CERNE)

Fundado no ano de 2016 por Canrobert Krueger e Mariana de Carvalho, a clínica é referência no atendimento a pacientes com danos neurológicos. O CERNE possui equipe especializada em diversas áreas, como: Fisioterapia, Fonoaudiologia, Musicoterapia, Neuromodulação e Terapia Ocupacional. O diferencial da clínica está nos métodos de tratamento avançados, como Theratogs, PediaSuit, Bobath, Integração Sensorial, Contensão Induzida, ABA, DENVER, além da chegada do primeiro tratamento através da Neuromodulação ao sul do país. Para mais informações, acesse o site www.clinicacerne.con.br ou as redes sociais Facebook https://www.facebook.com/cerneoficial e Instagram https://www.instagram.com/cerne.oficial/